Quais os hábitos que vão determinar o nosso futuro?

Quais os hábitos que vão determinar o nosso futuro?

Sabes quais os hábitos mais importantes para teres a vida que desejas? Segundo Jack Canfield, “Os teus hábitos vão determinar o teu futuro.” Decide que pessoa queres ser e saberás os hábitos que necessitas para lá chegar. Neste artigo vou dar-te a conhecer um exercício que me ajudou a escolher os melhores hábitos para criar a vida que quero viver.

“Your habits will determine your future.”  Jack Canfield

Em primeiro lugar, é muito importante perceber quem queremos SER, ou quem precisamos de SER para podermos alcançar um objectivo. Por exemplo, se eu tiver um objectivo de perder peso, então para isso eu terei que SER mais saudável. Se eu for um vendedor e quiser ter mais vendas, eu terei que SER mais confiante e falar com mais pessoas.

Quais os hábitos que vão determinar o nosso futuro?

Há um exercício que descobri na página do Hal Elrod, autor do livro “Manhãs Milagrosas” (no qual me inspirei para criar a minha rotina matinal), que me ajudou a perceber que hábitos eram mais importantes para mim. Ele baseia-se na ferramenta de coaching Roda da Vida, onde vamos definir qual o grau de satisfação para cada área da nossa vida, sendo o nível 1 ‘nada satisfeito’ e o nível 10 ‘totalmente satisfeito’.

Este exercício já era meu conhecido e é super poderoso para termos consciência do que devemos melhorar nas várias áreas da nossa vida. No entanto, o Hal Elrod faz algumas perguntas no final que me fizeram entender a importância dos hábitos para poder viver a vida que desejo. Para cada área da vida ele pede para descrevermos como seria essa área no nível 10. Imaginemos que eu classifiquei o meu grau de satisfação na área da saúde com o nível 5. Então como seria a minha saúde no nível 10? 

Quando fiz esta parte do exercício, comecei a visualizar como quero SER, ou gostaria de SER. Quanto mais descrevia o meu nível 10 para cada área da minha vida, mais clareza ia tendo em relação à pessoa que me quero tornar. Nesta altura ainda não tinha percebido a relação com os hábitos e práticas diárias que o livro sugere. E eis que faço a última parte do exercício.

Depois de concluir a minha visualização do meu grau de satisfação de nível 10 para cada área da minha vida, a pergunta foi: qual o hábito que podes criar agora e que te irá ajudar a criar uma vida de nível 10? Imaginemos que na minha descrição do meu nível 10 na área da saúde, eu tinha escrito que para me sentir totalmente satisfeita teria que pesar 60Kg. Os hábitos que iriam suportar este nível seriam hábitos de exercício físico e de alimentação saudável.

Hábitos para SER

Este exercício mudou a forma como me relaciono com os hábitos. Antes via os hábitos como algo aborrecido que era suposto fazer porque eram considerados bons hábitos. Hoje percebo que são meios para me tornar a pessoa que quiser ser. Escolhi primeiro aqueles que considerei que teriam mais impacto no meu grau de satisfação com a vida e que podia implementar naquele próprio dia. Revejo este exercício várias vezes, e vou criando os meus hábitos passito a passito.

Adoro a frase do Aristóteles que diz “Somos o que fazemos repetidamente. A excelência, portanto, não é um acto mas um hábito”. Assim, não basta fazermos algo uma vez para nos tornarmos aquilo que quisermos. Se eu for ao ginásio umas quantas vezes, não basta para me tornar saudável. Se eu ler apenas um ou outro livro sobre um determinado tema, não basta para me tornar perita nesse tema. 

Para se ser excelente em alguma coisa, tem que se praticar, tem que repetir. Daí ser tão importante criar os hábitos que dão suporte à vida que queremos viver e a tudo aquilo que queremos SER.

“We are what we repeatedly do. Excellence, therefore, is not an act, but a habit.”  Aristóteles

Partilha aqui as tuas experiências