3 Tipos de Medo que te impedem de fazer o que queres

3 Tipos de Medo

Tantas vezes quis ir viajar sozinha e não fui. Também quis mudar de trabalho, mudar de casa, mudar de companheiro, mudar de vida, e não o fiz. Quis ir à praia, ao cinema, ao spa, ao restaurante sozinha e não fui. E porquê? O que me impediu? Provavelmente o medo!

Existem vários motivos que nos impedem de fazer aquilo que mais queremos, mas o mais provável é que o medo seja a principal razão.

Descobri que os medos mais comuns que me bloqueavam todas as tentativas de ação eram 3: o medo do que os outros vão dizer, o medo do desconhecido e o medo de falhar.

Medo do que os outros vão dizer

Quem nunca passou pelo medo do que os outros vão dizer? Quem nunca deixou de fazer algo, ou dizer algo, apenas para evitar críticas e julgamentos? Sim, eu não sou exceção.

A verdade é que nunca iremos agradar a toda a gente. Com o tempo, aprendi que quanto mais nos mostramos, quanto mais verdadeiros somos, menos medo do que os outros vão dizer sentimos. Pois quando somos nós próprios, tudo faz mais sentido. E se faz sentido para nós, o que os outros pensam deixa de ser importante.

Medo do desconhecido

Posso dizer que cada vez gosto mais deste medo. Sim, é verdade! E sabem porquê? Porque cada vez que ele me ataca, é quando eu percebo que tenho mais um desafio pela frente. É mais uma oportunidade de crescimento.

Foi o que aconteceu quando decidi ir viajar sozinha. Foi um grande desafio, um grande medo do desconhecido, que se veio a revelar uma das melhores e mais gratificantes experiências da minha vida.

No início, encarava estes desafios de forma negativa, pois criavam-me ansiedade e portanto evitava-os sempre que podia. Hoje quase que os persigo. Não me entendam mal, não persigo coisas negativas. Simplesmente, quando algo se me apresenta como desconhecido, eu parto nessa viagem com curiosidade e vou aumentando a minha zona de conforto.

Medo de falhar

O medo de falhar é para mim o mais desafiante de todos. E é também o mais paralisante, aquele que mais sonhos aniquila.

E como lido com este medo? Gosto de pensar que não existe falhar. Existe experimentar estratégias que, se não derem certo, tornam-se aprendizagens e novas oportunidades de melhoria.

Se pensarmos que o objetivo é sermos melhor do que éramos, então não há como falhar. Pois mesmo quando “falhamos”, estamos na verdade a adquirir conhecimento valioso para ajustar a nossa estratégia e continuar o nosso caminho. Na verdade, estamos a contribuir para a nossa melhor versão.


Se superei todos estes medos? Claro que não. Eles continuam a fazer parte da minha vida, só não os deixo moldar as minhas decisões. Identifico-os, reconheço que eles estão lá, e depois lido com eles. Sei que fazem parte e não permito que interfiram naquilo que faço.

Gostavas de saber mais sobre como lidar com estes medos? Qual deles é para ti mais desafiante?

Partilha aqui as tuas experiências